Sons que humanizam

Resolvi continuar em Moçambique no texto dessa semana. Tenho motivos de sobra para falar de meu novo guia literário, Buenos Aires, livro aberto, em pré-venda pelo Catarse; poderia falar das chamas que consumiram totalmente uma dos maiores monumentos da humanidade, a Catedral de Notre-Dame (aliás, o primeiro post deste blog), mas achei melhor ficar em Moçambique… Continuar lendo Sons que humanizam

Minha querida Buenos Aires

Claro que hoje eu vou falar do meu novo guia literário, Buenos Aires, livro aberto, que acaba de entrar em pré-venda pelo Catarse. Não poderia ser diferente.  Capa do meu novo guia literário, que está em pré-venda pelo Catarse Mas resolvi falar dele a partir das imagens e não de textos literários ou biografias de escritores,… Continuar lendo Minha querida Buenos Aires

A arte quando nos move

Já anunciei aqui que em breve lançarei meu novo guia literário, Buenos Aires, livro aberto, o quarto de uma série que começou com Lisboa, passou por Paris, São Paulo e agora chega à capital argentina. Na semana que vem tem novidades incríveis, prometo, aguardem.  O fato é que nestas últimas semanas tenho pensado muito no quanto um… Continuar lendo A arte quando nos move

Com a palavra, Inês Pedrosa

Não vou entrar no mérito da eficácia e da real necessidade de um Dia Internacional da Mulher. Primeiro porque não sou mulher, não cabe a mim. E segundo porque não estou aqui para isso.  Vou considerar apenas que as efemérides servem ao menos para uma coisa: fazer a gente lembrar (compulsoriamente) que um problema ou… Continuar lendo Com a palavra, Inês Pedrosa

A literatura no meio do caminho

Espero que não soe como uma dessas fábulas edificantes de superação, meio narcisistas, mas hoje vou contar a história de uma pessoa que teve a vida mudada pela literatura de forma contundente: eu. O ano era 1987. Uma noite de sábado como outra qualquer para um jovem de 16 anos. Eu voltava para casa depois… Continuar lendo A literatura no meio do caminho